Vitamina B2

Administração
Administração

Uso Oral

Icone princípio ativo controlado
Controlado

Sim

Tem uma receita com o Vitamina B2? Cote agoraCotar Receita
Indicação

A Riboflavina é usada tanto na prevenção quanto na terapia das desordens provocadas pela sua deficiência. Estas desordens podem ter várias origens que não podem ser curadas pela simples modificação da dieta alimentar, cita-se dieta inadequada ou deficiente em casos como alcoolismo em conjunto com baixíssima ingestão de leite e produtos de laticínio. Ela é indicada quando da necessidade crescente de Riboflavina durante a gravidez e lactação, em esportes de alta performance, na hemodiálise crônica, na absorção deficiente de Vitamina B2 e na inflamação crônica do intestino delgado (doença de Crohn, caquexia aftosa, desordens intestinais, etc.). Outras indicações são na fototerapia da hiperbilirrubinemia em neonatais (icterícia neonatal) e na administração prolongada de certas drogas, como contraceptivos orais, antidepressivos tricíclicos, etc. inflamação crônica do intestino delgado (doença de Crohn, caquexia aftosa, desordens intestinais, etc.). Outras indicações são na fototerapia da hiperbilirrubinemia em neonatais (icterícia neonatal) e na administração prolongada de certas drogas, como contraceptivos orais, antidepressivos tricíclicos, etc.

Posologia

A dose depende dos casos individuais e da natureza e severidade da desordem. A média de ingestão diária indicada pelo RDA para homens e mulheres acima de 15 anos é de 1,3 a 1,8mg por dia. Para a prevenção de deficiências, a dose recomendada é de 1 a 5mg por dia pela via oral; e como preventivo na fototerapia, a dose recomendada é de 1 a 2mg por dia via oral ou 0,2mg/Kg administrada parenteralmente. Para tratar desordens, a literatura sugere as seguintes doses: 5 a 25mg por dia, via oral, nos sintomas de deficiência; e na anemia aplástica, a dose deve ser de 300mg por dia oralmente.

Interações medicamentosas

Não informado.

Não informado.

Não informado.

Não informado.

A Riboflavina é uma vitamina hidrossolúvel essencial para a utilização da energia dos alimentos; ela atua na geração de energia via ATP. As formas ativas fosforiladas, flavina mononucleotídeo (FMN) e flavina adenina dinucleotídeo (FAD), estão envolvidas como coenzimas nas reações metabólicas de oxidação/redução no corpo. A exigência de Riboflavina é freqüentemente relacionada com o gasto de energia pelo organismo, mas parece estar mais relacionada com o metabolismo de repouso. Assim como outras vitaminas do complexo B, a Riboflavina age como uma coenzima no metabolismo das proteínas, gorduras e carboidratos. Ela também está envolvida no metabolismo de várias vitaminas do complexo B (como ácido fólico e niacina) e é necessária para o bom funcionamento da Piridoxina ou Ácido Nicotínico. Além disso, a Vitamina B2 participa da produção de hormônios no córtex adrenal. Devido à sua alta concentração nos olhos, médicos especialistas estão considerando a possibilidade de que ela esteja envolvida no processo da visão, possivelmente transmitindo estímulos luminosos para o nervo visual.

Material do fornecedor Infinity Pharma e Martindale, The Extra Pharmacopoeia, 31th edition, 2000

Receba as melhores ofertas para sua receita de manipulados!

Envie sua receita!
Ilustração de um mini mapa com marcador