Manipulaê: Verisol

Verisol

Administração

Administração

Uso Oral

Icone princípio ativo controlado

Controlado

Sim

Tem uma receita com o Verisol? Cote agora

Indicação

VERISOL® é indicado para indivíduos que desejam investir em seu bem-estar físico, restaurar a jovialidade e prevenir o envelhecimento cutâneo. VERISOL® é uma fonte protéica, podendo ser utilizado por pessoas de todas as idades como um alimento funcional para melhora da saúde e qualidade de vida.

Posologia

Com base nos estudos de eficácia, a dose recomendada é de 2,5g de VERISOL® diariamente, dose única, ou dividido em dosagens menores ao longo do dia.

Interações medicamentosas

Não informado.

Não informado.

Não informado.

Não informado.

VERISOL® é um alimento funcional inovador voltado aos cuidados com a pele, que age de dentro para fora, atenuando e prevenindo os sinais do tempo. VERISOL® é uma combinação única de Peptídeos Bioativos de Colágeno®, obtidos a partir de um processo tecnológico especial e patenteado, que origina peptídeos específicos para atuar nas células dérmicas e, assim, estimular e restaurar o metabolismo destas células de dentro para fora. VERISOL® suaviza os sinais do tempo e melhora a elasticidade cutânea, reduz o volume das rugas e aumenta o conteúdo de colágeno na pele a partir de 4 semanas de uso contínuo. O colágeno tipo I é o principal componente estrutural da MEC da pele, responsável pela manutenção da estrutura da derme. É primeiramente sintetizado pelos fibroblastos como um precursor solúvel, pró-colágeno tipo I, o qual é secretado e sofre ação proteolítica para formar as fibras de colágeno. As fibras elásticas, compostas por elastina e proteínas microfibrilares, também são componentes importantes da MEC e conferem resiliência à derme, equilibrando as propriedades biomecânicas da pele (elasticidade, firmeza). Além das fibras elásticas e do colágeno, proteoglicanas formam ligações entre a rede de colágeno e elastina e asseguram a turgidez da pele devida sua capacidade de ligação de água. As principais proteoglicanas da derme são biglicana, a decorina e versicana. Uma vez ingerido, os Peptídeos Bioativos de Colágeno® do VERISOL® são absorvidos e distribuídos para a pele. No tecido cutâneo, exercem um efeito de estimulação do metabolismo anabólico, ou seja, estimulam os fibroblastos a produzirem proteínas da MEC, principalmente colágeno tipo I e proteoglicanas como decorina e biglicana. Portanto, o VERISOL® tem a capacidade de aumentar a expressão do colágeno tipo I e proteoglicanas envolvidos na formação e sustentação de fibras elásticas dérmicas, ocasionando assim a diminuição da flacidez e melhorando a hidratação e suavidade da pele. VERISOL® é muito versátil, podendo ser dispensado em diferentes formas farmacêuticas como cápsulas, sachês, pó para preparo extemporâneo (shake, refresco, frapês, mousses, sopas etc.), chocolate nutricional, gomas, pastilhas e sorvete nutricional. VERISOL® não apresenta incompatibilidades se associado às vitaminas, minerais, alimentos funcionais e fitoterápicos.

Material do fornecedor Iberoquimica. Dossiê Técnico Gelita. Calleja-Agius J, Muscat-Baron Y and Brincat MP. Skin ageing. Menopause International 2007; 13: 60–64 Choi CP, Kim YI, Lee JW. The effect of narrowband ultraviolet B on the expression of matrix metalloproteinase-1, transforming growth factor-beta1 and type I collagen in human skin fibroblasts. Clin. Exp. Dermatol., 2007, 32: 180- 185. Cozzolino SMF. Biodisponibilidade de Nutrientes. São Paulo: Ed. Manole, 2005. Draelos DZ. Nutrition and enhancing youthful-appearing skin. Clinics in Dermatology (2010) 28, 400–408. Fisher GJ, Kamg S, Varani J, et al.:Mechanisms of photoaging and chronological skin aging. Arch Dermatol 2002;138:1462–1470. Iwai K, Hasegawa T, Taguchi Y, et al.: Identification of food-derived collagen peptides in human blood after oral ingestion of gelatin hydrolysates. J Agric Food Chem 2005;53:6531–6536. Oesser S, Adam M, Babel W, Seifert J. Oral administration of (14)C labeled gelatin hydrolysate leads to na accumulation of radioactivity in cartilage of mice (C57/BL). J. Nutr 1999; 129 p. 1891-5. Primavera G. Berardesca E. Clinical and instrumental evaluation of a food supplement in improving skin hydration. Int J Cosmet Sci, 2005; 27 199-204. Rawlings AV, Harding CR. Moisturization ans skin barrier function. Dermatol Ther, 2004; 17 Suppl 1 43-8. Rebello, Tereza. Guia de produtos cosméticos, Ed. 7, Editora Sena, São Paulo, 2008. Richelle M, Sabatier M, Steiling H, Williamson G (2006) Skin bioavailability of dietary vitamin E, carotenoids, polyphenols, vitamin C, zinc and selenium. Br J Nutr 96:227–238. Sandilans A, Sutherland C, Irvine AD, McLean WH. Filaggrin in the frontline: role in skin barrier function and disease. J Cell Sci, 2009; 122 1285-94. Watanabe-Kmiyama M, Kamiyama S, et al. Absorption and effectiveness of orally administered low molecular weight collagen hydrolysate in rats. J Agric Food Chem, 2010; 58 835-41. Zague V, de Freitas V, da Costa Rosa M, de Castro GA, Jaeger RG, Machado-Santelli GM. Collagen hydrolysate intake increases skin collagen expression and suppresses matrix metalloproteinase 2 activity. Med Food 14 (0) 2011, 1–7. Zague V. A new view concerning the effects of collagen hydrolysate intake on skin properties. Arch Dermatol Res 2008;300:479–483.

Receba as melhores ofertas para sua receita de manipulados!

Envie sua receita!
Ilustração de um mini mapa com marcador