Biperideno

Administração
Administração

Uso Oral

Icone princípio ativo controlado
Controlado

Sim

Tem uma receita com o Biperideno? Cote agoraCotar Receita
Indicação

Antiparkinsoniano, cujo mecanismo de ação é responsável pela inibição da hiperatividade colinérgica central. Utilizado para o tratamento sintomático de Parkinson, incluindo o alívio da síndrome extrapiramidal induzido por fármacos como as fenotiazidas.

Posologia

De uso interno, o Biperideno se administra por via oral, em forma de cloridrato. A dose inicial para o tratamento de Parkinson é de 2mg, de três a quatro vezes ao dia, com doses que podem aumentar segundo a necessidade do paciente, até um máximo de 16mg ao dia.
A dose para os sintomas extrapiramidais induzidos por fármacos é de 2mg, de uma a três vezes ao dia. A dose de manutenção indicada varia de 2 a 12mg ao dia.

Interações medicamentosas

Os efeitos dos antimuscarínicos podem ser intensificados pela administração concomitante com outros fármacos com propriedades antimuscarínicas, alguns anti-histamínicos e antidepressivos tricíclicos. Obs: Insumo pertencente à Portaria 344/98 – ANVISA – Lista C1

-

O Biperideno apresenta efeitos adversos decorrentes de sua atividade anticolinérgica central e periférica como retenção urinária, constipação intestinal, boca seca e taquicardia, entre outros. Os fármacos dopaminérgicos podem acarretar euforia, alucinações, náuseas, taquiarritmias e alterações da pressão arterial.

-

Conte com uma boa farmácia de manipulação para desenvolver o seu produto. Assim, você vai aproveitar melhor os resultados.

1. BATISTUZZO, J.A; ITAYA, M; ETO, Y. Formulário Médico-Farmacêutico. São
Paulo/SP:Tecnopress, 3a Ed. 2006.
2. 2. SWEETMAN, S.C; et al; MARTINDALE – Guia Completo de Consulta
farmacoterapeutica. Barcelona. 2a Ed. 2005.
3. 3. ANFARMAG; MANUAL DE EQUIVALÊNCIA. São Paulo/SP, 3a Ed. 2010.

Receba as melhores ofertas para sua receita de manipulados!

Envie sua receita!
Ilustração de um mini mapa com marcador