Asiaticosideo

Administração

Administração

Uso Tópico

Icone princípio ativo controlado

Controlado

Sim

Tem uma receita com o Asiaticosideo? Cote agora

Indicação

O Asiaticosídeo atua no tecido conectivo que apresenta reação queloidal ou hipertrófica, reduzindo ou eliminando a reação e em alguns casos convertendo a lesão em uma cicatriz madura.
È indicado em casos de: Tratamento dos quelóides e cicatrizes hipertróficas que estão em estágio de atividade;Queimaduras e lesões dermatológicas de cicatrização difícil; Catarata e úlceras de córnea; Celulite, telangiectasias, fragilidade capilar e varizes; Criptites, tromboses, fissuras e fístulas.

Posologia

Uso interno
Adultos: 10 a 20 mg 3 vezes ao dia durante as refeições.
A dosagem mais comum, posológica, é de 10mg 3 vezes ao dia durante as efeições.
Crianças acima de 3 anos de idade: 10mg, 2 vezes ao dia. Crianças acima de 0 anos de idade:
10mg, 3 vezes ao dia.
O tratamento deve ser continuado por vários meses (na faixa de 3 a 6 meses), e acordo com a resposta. Se não houver sinais de melhora após 20 dias de ratamento, o mesmo deve ser interrompido.
Uso tópico
De 0,2 a 2% em qualquer tipo de base cremosa.

Interações medicamentosas

-

-

Após a administração oral: intolerância gastrintestinal, náusea, azia, anorexia transitória.
Estes sintomas são reversíveis com a descontinuação da terapia e têm ocorrido em menos de 1% dos casos. Ocasionais casos de vertigem, reações alérgicas (dermatite de contato, urticária) também foram relatados.
Poucos casos de reações alérgicas (prurido e dermatite de contato) foram relatados.

Não possui propriedades antisséptica e antibiótica.
O eventual risco na gravidez e lactação não foi ainda determinado.

É muito importante que este ativo seja recomendado por um profissional especializado. E, que ele seja desenvolvido por uma farmácia de manipulação de confiança.

1. LIMA, Darci Roberto. Manual de Farmacologia Clínica, Terapêutica e Toxicologia. 3.
Ed. Rio de janeiro: Editora Guanabara Koogan S. A. 1994.
2. BATISTUZZO, J.A; ITAYA, M; ETO, Y. Formulário Médico-Farmacêutico. São
Paulo/SP:Tecnopress, 3a Ed. 2006.

Receba as melhores ofertas para sua receita de manipulados!

Envie sua receita!
Ilustração de um mini mapa com marcador