Facebook PixelAmoxilcilina Tri-hidratada | Manipulaê

Ganhe 10% de desconto na primeira compra usando o cupom

Mani10

Amoxilcilina Tri-hidratada

Administração

Administração

Uso Oral

Icone princípio ativo controlado

Controlado

Sim

Tem uma receita com o Amoxilcilina Tri-hidratada? Cote agora

Indicação

A amoxicilina é um antimicrobiano da classe das penicilinas, semi-sintético, de amplo espectro, do grupo dos -lactâmicos utilizado no tratamento de infecções bacterianas.

Posologia

Adultos: 500mg a cada 8 horas. Crianças: Dose por quilo de acordo com a prescrição.

Interações medicamentosas

-

so de amoxicilina costuma causar um rash por todo o corpo. Contra-indicações Por ser um antibiótico da família das penicilinas, a amoxicilina, com ou sem clavulanato, é contra-indicada para os pacientes com história de alergia à penicilina .

Reações comuns:
- Reações da pele, possivelmente na forma de espinhas vermelhas, que podem provocar coceira e às vezes lembram as erupções cutâneas causadas pelo sarampo. As manchas podem formar bolhas ou marcas protuberantes, vermelhas, cujo centro é descorado. A pele ou as manchas e bolhas podem sangrar, descamar ou descascar. Esses sintomas são às vezes acompanhados de febre.
- Diarreia: alguns pacientes podem apresentar diarreia (várias evacuações amolecidas por dia).
- Náusea: ocasionalmente, o produto pode causar indigestão ou fazer você se sentir enjoado ou algumas vezes vomitar. Se isso acontecer, os sintomas normalmente são leves e quase sempre podem ser evitados se você tomar o medicamento no início das refeições. Caso esses sintomas continuem ou se tornem graves, consulte o médico.

A amoxicilina é contraindicada a pacientes com história de reações alérgicas e hipersensibilidade às penicilinas, nos casos de infecções por Staphylococcus penicilino-resistentes e nas produzidas por bacilo piociânico, ricketsias e vírus. Deve-se dedicar atenção à possível sensibilidade cruzada com outros antibióticos beta-lactâmicos, como por exemplo, as cefalosporinas.

Siga as orientações médicas e procure uma Farmácia de Manipulação para manipular o seu produto.

Anvisa. «Portaria n.º 344, de 12 de maio de 1998». Consultado em janeiro de 2010. P.R. Vade-mécum ABIMIP 2006/2007 Farmacopeia Portuguesa VII Goodman & Gilman. As bases farmacológicas da terapêutica. [tradução da 10. ed. original, Carla de Melo Vorsatz. et al] Rio de Janeiro: McGraw-Hill, 2005.

Receba as melhores ofertas para sua receita de manipulados!

Envie sua receita!
Ilustração de um mini mapa com marcador