Proteína C reativa: o que é e para que serve

A Proteína C reativa é produzida pelo fígado, em processos inflamatórios essa proteína apresenta alteração indicando algo errado no organismo.

November 23, 2021
Uma mão com a luva azul segurando um tubo com liquido vermelho com a reativa C

A Proteína C reativa é produzida pelo nosso fígado, ela também é conhecida como PCR. Portanto, durante os processos infecciosos e inflamatórios essa proteína apresenta-se alterada indicando que há algo de errado no organismo. 

Apesar de ela não apontar a causa em específico da inflamação, a sua alteração indica que algo de errado está acontecendo e o corpo está tentando combater o agente agressor que pode ser causado por infecções bacterianas, virais ou até mesmo o seu exame auxilia na avaliação de riscos para as doenças cardiovasculares.

Quando é indicado realizar o exame

O exame de proteína C reativa, normalmente é solicitado pelo médico quando há necessidade de investigar as causas dos processos inflamatórios, infecciosos, reumatismo, doenças cardiovasculares e outras. Segue abaixo os dados de análise dos exames. 



  • Entre 1,0 a 10,0 mg/L: geralmente indicam inflamações mais leves ou infecções que são mais rápidas como em gripe e resfriado; 
  • Entre 10,0 a 40,0 mg/L: pode estar relacionada a sinais de infecções consideradas mais graves e infecções moderadas, como por exemplo a catapora, infecção respiratória e outras. 
  • Mais de 40 mg/L: geralmente é indicativo de infecção bacteriana; 
  • Mais de 200 mg/L: pode ser um indicador de septicemia, uma situação mais grave.  


Além do exame de PCR o médico pode solicitar outros exames complementares para que possa chegar a uma conclusão da causa da infecção ou inflamação. 

Proteína C reativa alta, o que fazer?

Quando a proteína C reativa está alta, normalmente o médico solicita outros exames e faz avaliação com o paciente para descobrir a causa da infecção e definir qual a melhor forma de tratamento.  

Normalmente quando os valores da proteína C reativa estão altos ou acima de 200 Mg/L e o diagnóstico de infecção é conformado o médico solicita que a pessoa fique no hospital para iniciar a terapia com uso de antibióticos com finalidade de combater a infecção. 


Leia também, como as vitaminas podem ajudar no organismo.

Quando fazer o exame da proteína C reativa?

Este exame serve para verificar e investigar as doenças inflamatórias e infecciosas que podem estar causando a sensação de mal estar.


Esse exame auxilia no diagnostico de algumas doenças como: 


-Infecções bacterianas 

-Atrites reumatoides 

-Linfoma 

-Infarto do miocárdio 

-Apendicite 

-Lúpus 

-Sepse 

-AVC 


Além do exame de PCR é necessário outros complementares para se chegar a um diagnóstico de forma mais precisa e adequada. 

Existe contraindicações para a realização do exame?

Esse exame é realizado através da coleta de sangue quando solicitado pelo médico, portanto, não há contraindicações desde que o médico faça a solicitação.  

Preparação para o exame de proteína C reativa

Para a realização do exame de proteína C reativa, não é necessário um preparo em específico, mas normalmente esse exame é solicitado em conjunto com outros e pode ser necessário o jejum ou outros em específico. Desse modo, as orientações do médico e do laboratório onde irá realizar o exame é fundamental para ter um resultado correto.

Após a realização do exame existe alguma contraindicação?

Normalmente após o exame a pessoa pode seguir normalmente com as suas atividades. Deve haver restrições somente quando houver orientação do médico ou laboratório. Por fim, com a realização do exame é necessário levar o resultado para o médico para verificar o diagnóstico e prescrever o melhor tratamento para cada caso.

De quanto em quanto tempo deve ser feito esse exame?

O exame de proteína C reativa, depende orientação médica, desse modo, seguindo sempre as orientações de seu médico. 

A proteína C reativa auxilia no diagnóstico de doenças cardiovasculares?

Como vimos anteriormente, a proteína C reativa elevada aumenta os riscos de algumas doenças relacionadas a inflamação como as cardíacas. Além disso, as doenças como o câncer, diabetes, obesidade e outros precisam ser investigados quando a proteína C reativa apresenta-se elevada.

Alimentação é importante nos casos de proteína C reativa alta?

A alimentação e um estilo de vida saudável incluindo atividade física moderada e regular orientada pelo médico é uma ferramenta de fundamental importância na redução dos níveis de proteína C reativa. Afinal, uma pessoa com peso acima da média estabelecida ou obesos, apresentam níveis mais altos da proteína C reativa no fígado. Além disso, a gordura abdominal, por exemplo, contribui para a produção de proteínas pró inflamatórias.

Os obesos estão constantemente em uma situação de inflamação. Desse modo, o processo inflamatório estimulado de forma constante pode contribuir para as doenças cardíacas, certos tipos de câncer, doenças degenerativas e outros. Portanto, por esse motivo a busca pelo peso saudável, atividade física regular orientada pelo médico e gerenciamento de emoções e outras recomendações têm sido tão solicitada pelos especialistas. 

Quais alimentos contribuem para a redução da inflamação?

Ter uma alimentação equilibrada e variada é fundamental. Além disso, o auxílio do médico ou procurando um nutricionista para realizar a introdução de alimentos que atuam na inflamação, ajudando a combater e a diminuir a proteína C reativo do fígado.

O uso de alguns suplementos e manipulados também podem contribuir para a redução da inflamação. Os compostos bioativos dos alimentos possuem a capacidade de atuar na inflamação modulando vias de sinalização que auxiliam em processos inflamatórios minimizado sua ação e consequentemente prevenindo o desenvolvimento de doenças. Assim como, alguns suplementos e alimentos merecem destaque na modulação da inflamação. 


Leia também, como os alimentos antioxídantes ajuda no dia a dia.

Alimentos e suplementos que agem na inflamação

Como falamos anteriormente, existem alguns alimentos e suplementos que auxiliam na diminuição da inflamação, consequentemente, diminuindo os níveis de proteína C reativa no fígado.

Por isso, separamos alguns alimentos e suplementos que vão auxiliar nesse processo de diminuir a proteína C reativa do corpo, como:

-Curcumina 

-Sulforafano 

-Gengibre 

-Polifenóis no chá verde 

-Ômega 3 

- Probióticos 

-Frutas vermelhas 

-Azeites  

O que significa exame de PCR ultrassensível

Esse exame pode ser solicitado pelo médico quando há histórico familiar do paciente com doenças cardiovasculares como AVC, angina e infarto. Imediatamente, esse exame auxilia o médico a verificar os riscos desse paciente em relação a essas doenças.

Por fim, esse método consegue medir as quantidades de proteínas C reativa presentes no sangue, para então, auxiliar em um diagnóstico mais preciso e caso seja precoce o quadro infecciosos ou até mesmo inflamatórios.  

Por que é importante realizar exame da proteína C reativa?

É muito importante a realização do exame da proteína C reativa, porque, é uma ferramenta útil na avaliação de algumas doenças como artrite reumatoide, pancreatite, infecções bacterianas ou vírus e doenças cardiovasculares. 

É importante entender que esse exame não serve para o diagnóstico de COVID-19, tal que, o utilizado na COVID-19 é o RT-PCR. 

Para que serve o RT-PCR para Covid-19?

Durante o período do 2º e o 12º dias de início dos sintomas é recomendado o teste de RT-PCR, esse exame proporciona informações se existe RNA do vírus na amostra naso-orofaringe.  


Saiba mais sobre os cuidados necessários para quem possui doenças cardiovasculares.


O exame de PCR é considerado uma ferramenta útil para avaliação e detecção de casos inflamatórios e infecciosos. Do mesmo modo, para a manutenção dessa proteína em níveis mais baixos é importante adotar um estilo de vida mais saudável.

Portanto, esse estilo de vida parece contribuir para a redução da inflamação uma vez que se observa processos inflamatórios alterados em indivíduos obesos. Sempre siga a orientação de seu médico, nutricionista ou outro especialista de sua confiança. 


Caso tenha uma receita em mãos, envie agora para a Manipulaê e receba os melhores orçamentos das farmácias de manipulação perto de você! De forma, segura, fácil e gratuita.

Receba as melhores ofertas para sua receita de manipulados!

Mais artigos

Efeitos dos probióticos para imunidade

Para manter a imunidade é importante ter a junção de uma alimentação e com a ingestão de certos probióticos que auxiliaram no processo.

Vanessa Luisa P.P Sollitari

Dramin: para que serve e como usar

O Dramin pode ser muito útil contra tonturas e labirintite, entenda qual a base para construção desse medicamento e se vale a pena o manipular.

Vanessa Luisa P.P Sollitari

Toragesic: para que serve e seus benefícios

O Toragesic é um ativo usado como anti-inflamatório, que auxilia no inchaço da lesão. Evitando assim, um agravamento nas lesões causadas.

Vanessa Luisa P.P Sollitari