O que são princípios ativos?

Saber quais são os princípios ativos do seu medicamento pode ajudar a entender o efeito que esse remédio terá sobre o seu corpo.

January 10, 2022
foto de uma capsula laranja aberta com diversas bolinhas brancas

O uso dos princípios ativos na sociedade está cada vez mais presente de forma intensa. Entretanto, grande parte das pessoas sequer tem ideia dos efeitos secundários que os remédios podem produzir ou mesmo dos princípios ativos que servem de base para a produção desses medicamentos. 

Não é necessário se tornar um especialista no assunto da noite para o dia, mas o conhecimento básico a respeito da forma como são produzidos os remédios pode ajudar muito no momento de compreender o uso de certas medicações. 

Em alguns casos, para algumas pessoas essa pode ser a diferença capital entre a vida e a morte. Afinal, os remédios são poderosos e podem nos ajudar muito, mas, se mal utilizados, também podem gerar uma série de questões negativas para o corpo humano. 

Assim, uma parte fundamental dos medicamentos são os seus princípios ativos. De forma resumida, são a base para os efeitos que os remédios têm em seu corpo. 

Logo, saber quais são os princípios ativos do seu medicamento pode ajudar a entender o efeito que esse remédio terá sobre o seu corpo. Com isso, será possível evitar surpresas, se preparando para tudo o que pode ser provocado por certos tipos de remédios – ou até mesmo evitando esses medicamentos.

O que são princípios ativos?

Os princípios ativos de um medicamento são a base para que esse medicamento possa fazer efeito sobre o seu corpo. Dessa maneira, são as moléculas principais que participam da composição do seu remédio. 

Os alimentos e as plantas, por exemplo, possuem uma série de substâncias diferentes em sua composição. Isso é natural, já que se trata de uma soma de elementos para chegar ao produto final. 

Assim, ao fazer uso de uma planta como base para um remédio, por exemplo, esses elementos serão usados. Logo, esses são os princípios ativos de um medicamento. O papel da farmácia de manipulação, por exemplo, é manipular justamente essas substâncias que estão na composição de um remédio. 

Dessa maneira, é possível aumentar a atividade de certo elemento, diminuir o volume de outro ou até mesmo retirar algumas substâncias. Em todo caso, manipular os princípios ativos de um medicamento é algo necessário para que seja possível chegar a certos objetivos. 

Se há alergia a algum tipo de substância, por exemplo, retirá-la do manipulado será essencial para que seja possível chegar ao objetivo da manipulação. No fim das contas, os ativos acabam por ser uma parte essencial de qualquer medicamento e merecem atenção.

Como funcionam os princípios ativos?

Os princípios ativos são o núcleo de um determinado remédio. Assim, a partir desses princípios ativos é possível entender qual será o efeito do medicamento sobre o corpo. 

Um remédio que é feito para controlar os nervos através do relaxamento muscular, por exemplo, terá ativos diferentes daqueles vistos em um remédio voltado para acelerar os batimentos cardíacos. 

Logo, é preciso ter um bom nível de conhecimento acerca dos princípios ativos para compreender como os produtos finais medicamentosos podem ser afetados. Em geral, o paciente não tem a obrigação de entender sobre os ativos de cada remédio que toma. 

Afinal, o médico e o farmacêutico estão presentes no dia a dia para ajudar a compreender essas questões, levando a mais segurança. Todavia, nem sempre os profissionais da área de saúde são capazes de saber quais são as alergias que você possui ou mesmo quais são, exatamente, as dores que sofre. 

Nesse sentido, conhecer a respeito dos princípios ativos é um passo essencial rumo a uma vida mais segura. Apenas trate de conversar com o médico de forma aberta sobre os ativos de cada remédio. 

Não ignore a recomendação médica em nenhuma hipótese, a chave para o sucesso em questões de saúde é saber dialogar com o profissional que faz o seu atendimento. A automedicação, é claro, está fora de cogitação.

Conheça os princípios ativos de A a Z.

Dicas de uso para princípios ativos

Os princípios ativos podem variar muito. A depender do objetivo de cada remédio, é possível fazer uso dos mais diferentes tipos de princípios ativos. Dentro disso, remédios que têm o mesmo objetivo muitas vezes apresentam ativos diferentes. 

O melhor a fazer é melhorar o seu entendimento a respeito das substâncias que servem de base para a produção do remédio. Você não precisa se aprofundar nesse assunto, mas pode melhorar a forma como se relaciona com a sua saúde ao saber um pouco mais sobre os princípios ativos. 

Cada planta ou fruta possui uma molécula responsável pelo efeito em si, o chamado efeito terapêutico. Assim, os princípios ativos variam de acordo com:

  • Especificidade.
  • Alvo molecular.
  • Classe química.
  • Classe terapêutica.

Essas variações servem para dividir melhor cada tipo de princípio ativo. Dessa forma, pode ser uma boa ideia compreender mais a respeito, sobretudo quando se trata de utilizar remédios manipulados. 

Isso porque as soluções manipuladas mudam exatamente as substâncias que participam da composição do medicamento a ser usado. Logo, essas mudanças podem levar a efeitos mais fortes em seu corpo, por exemplo.

Como escolher os ativos?

Não há princípios ativos que sejam melhores do que outros por natureza. Na verdade, há ativos que são melhores do que outros para alguns problemas específicos de saúde. Se você possui crises de ansiedade frequentes, por exemplo, os ativos relacionados ao tratamento medicamentoso são para acalmar e relaxar. 

Já se o problema é a depressão, os princípios ativos já terão outros efeitos sobre o corpo. No fim das contas, portanto, não há ativos que sejam superiores uns aos outros em todas as ocasiões. 

É necessário entender qual é o tipo de problema de saúde que o paciente possui para, a partir daí, fazer a escolha dos melhores princípios ativos de acordo com a necessidade de cada um. 

Para o futuro, agora que você já sabe um pouco mais sobre os princípios ativos, tente conversar com o seu médico sobre isso quando houver alguma prescrição. Uma boa conversa com o profissional de saúde de confiança pode abrir a sua mente para os benefícios e perigos dos ativos de cada remédio, em cada momento específico.

Caso tenha uma receita em mãos, envie agora para a Manipulaê e em breve você receberá os melhores orçamentos para a sua receita. De forma simples, segura e gratuita.

Receba as melhores ofertas para sua receita de manipulados!

January 10, 2022

Mais artigos

Remédio manipulado para ansiedade

O remédio manipulado para ansiedade tende a ser muito eficiente no tratamento desse distúrbio. Entenda como funciona, se é efetivo e quanto custa.

Camilla Moraes

Albumina manipulada: como manipular

A albulmina manipuladas, são proteínas fundamentais para o funcionamento do corpo. Descubra como manipular nas farmácias de manipulação.

Camilla Moraes

Fórmula manipulada: É confiável?

Veja como funciona uma fórmula manipulada e descubra em detalhes porque remédio manipulado é mais confiável nas farmácias de manipulação.

Camilla Moraes