Doença sexualmente transmissível: importância do cuidado diário

O contágio da doença sexualmente transmissível (DSTs), pode ser através da relação sexual sem o uso da camisinha, causada por vírus, bactérias e fungos.

June 22, 2021
mulher com uma das mãos na boca machucada

O contágio da doença sexualmente transmissível (DSTs), pode ser através da relação sexual sem o uso da camisinha, causada por vírus, bactérias e fungos. No entanto, hoje vamos abordar sobre os cuidados diários para se prevenir e quais são as doenças sexualmente transmissíveis.

Leia também, o que é libido, para que serve e como aumentar

Sobre a doença sexualmente transmissível

A doença sexualmente transmissível (DSTs), trata-se de uma infecção que pode ser transmitida através do ato sexual, sendo transmitida por vírus, bactérias e fungos, mas especificamente quando a relação é feita sem o uso da camisinha. Essa comorbidade afeta homens e mulheres, sendo que o contágio pode aumentar quando as relações são feitas com diversos parceiros e em um curto período.

Normalmente as infecções sexuais causam sérios problemas, entre os sintomas estão o desconforto com vermelhidão na região afetada, coceira, ardência, dor durante as relações e entre outros sintomas.

Dessa forma, é muito importante sempre utilizar as medidas preventivas para evitar a contaminação, realizar consultas periódicas ao ginecologista, fazer o uso de camisa e preservativos em todos os atos sexuais.

Quais são as doenças sexualmente transmissíveis

Existem diversas infecções e doenças transmitidas através do ato sexual, sendo que todas podem ser tratadas, contudo, a maioria dos casos tem cura, mas exceto a AIDS. No entanto, vamos listar a seguir algumas das doenças sexualmente transmissíveis. Se você tem curiosidade sobre o assunto, confira!

  • Gonorreia - a Gonorreia é uma doença transmitida a partir do contato íntimo e pode ser transmitido para os homens e mulheres. Entre os sintomas estão o esquentamento da região afetada, desconforto ao urinar, corrimento amarelado e até mesmo o sangramento na região íntima.
  • Herpes Genitais - o contágio da Herpes é facilmente transmitido, a identificação é feita através da aparecida vermelha e com o aparecimento de bolinhas na região íntima, coxa e no anus. Além disso, causa desconfortos com coceiras, ardências e entre outros sintomas.
  • Tricomoníase - essa é uma infecção provocada por um parasita que pode ser transmitido até mesmo no compartilhamento de toalhas, por exemplo. Entre os sintomas estão o corrimento esverdeado ou meio cinzento.
  • Sífilis - é uma doença que provoca feridas nos pés e nas mãos. A transmissão acontece através do contato com o sangue. Entre os sintomas estão a cegueira, paralisia e problemas cardiovasculares.
  • AIDS  - Essa é uma doença que não tem cura, porém, existe tratamento para ajudar a reduzir os sintomas e proporcionar mais qualidade de vida. A AIDS é transmitida durante a relação sexual sem o uso do preservativo, mas especificamente quando tem o contato com o sangue contaminado. Apresenta sintomas como febre, diarreia, náuseas, dor de cabeça, sensibilidade à luz e entre outros sintomas.

Como fazer o diagnóstico da doença sexualmente transmissível?

O diagnóstico da doença sexualmente transmissível é realizado através da consulta ao médico especialista, após analisar os sintomas e conforme o resultado dos exames. Entre os principais exames estão o Papanicolau e Schiller, que devem ser feitos todos os anos. Mas quando existe a suspeita de estar contagiado, o médico recomenda fazer de seis em seis meses, no período de dois anos, para que o resultado de três exames seguidos sejam negativos.

Quais são os cuidados especiais que devemos ter para evitar a doenças sexualmente transmissível?

Os cuidados especiais para evitar a DST's está o uso do preservativo em todas as relações sexuais, seja no contato vaginal, anal ou oral. Além disso, é recomendado realizar no período indicado a consulta ao médico especialista. Para as mulheres, quando recomendado utilizar anticoncepcional, conforme a sua necessidade específica.  Cuidar da saúde íntima também é um ato de carinho com você e com o seu parceiro (a).

Quando a doença sexualmente transmitida é diagnosticada, o primeiro passo é realizar o tratamento adequado, conforme a infecção. Quando os cuidados não são feitos, o (a) paciente está sujeito (a) a ter uma grande piora em relação aos sintomas e o estágio que a doença se encontra.

Como manipular um remédio para o tratamento

Está precisando manipular um tratamento para tratar uma infecção sexualmente transmissível? Então conheça o nosso sistema de Cotar Receita. Para facilitar e proporcionar mais qualidade de vida aos nossos clientes, a Manipulaê realiza uma cotação completa e apresenta as melhores ofertas e farmácias de manipulação da região, tudo isso com apenas alguns cliques!

Para iniciar a cotação, basta acessar o nosso site clicando aqui, adicionar a sua receita e  preencher os seus dados. Na sequência o nosso sistema vai encaminhar até duas propostas, onde você poderá verificar com calma e selecionar a que melhor atender às suas expectativas. Com a Manipulaê é desse jeito, tudo mais simples e com mais qualidade!

Receba as melhores ofertas para sua receita de manipulados!

Mais artigos

Albumina manipulada: como manipular

A albulmina manipuladas, são proteínas fundamentais para o funcionamento do corpo. Descubra como manipular nas farmácias de manipulação.

Vanessa Luisa P.P Sollitari

Testosterona manipulada: fórmula e dosagem

Testosterona manipulada, saiba tudo sobre ela, desde as fórmulas, até as dosagens e melhores preços nas farmácias de manipulação.

Vanessa Luisa P.P Sollitari

Resveratrol manipulado: conheça mais sobre

Resveratrol manipulado, conheça seus benefícios, como encontrar e os melhores preços nas farmácias de manipulação do Brasil.

Vanessa Luisa P.P Sollitari